Ocorreu um erro ao tentar enviar sua mensagem Verifique sua conexão de intenet e tente novamente, caso persista, mande um e-mail para contato@ipplan.org.br

Mensagem enviada com sucesso! Agradecemos o seu interesse. O mais breve possível entraremos em contato.

Artigos

Queremos compartilhar o que temos produzido

VOLTAR

Por que Cenários Futuros para São José?

Como será São José dos Campos em 2035? Se não temos como prever com exatidão o futuro, uma coisa é certa: a cidade será, em grande parte, o que seus habitantes realizarem, sem desprezar os fatores externos também relevantes como as economias mundial e nacional. O sucesso desta empreitada dependerá, por um lado, da capacidade de fortalecer as potencialidades da cidade e, por outro lado, da destreza de suas lideranças na superação dos problemas complexos do município. Assim, São José será tão mais pujante, habitável, desenvolvida, inclusiva, equitativa e moderna quanto mais envolvidos e unidos estiverem seus habitantes na construção de um projeto coletivo, abrangente e duradouro para a cidade.

O estudo “Cenários Futuros São José 2035” elaborado pelo Ipplan e cujo resumo O Vale publica nesta edição não representa uma proposta, pacto ou uma agenda de ações, nem tampouco constitui um plano estratégico a ser implantado. No entanto, é um subsídio para um planejamento de longo prazo para setores econômicos, sociedade civil e para a cidade como um todo, pois contribui na forma de uma narrativa plausível para a sistematização das tendências e incertezas críticas que impactam o futuro do município. Cenários não servem para predizer o futuro e, de forma alguma, respondem ‘o que será o futuro’ em uma abordagem determinista ou adivinhatória. Antes, procuram explorar as possibilidades e estimular àqueles que podem construir o futuro, aberto e incerto, a tomar postura antecipatória e proativa.

Com o incentivo do Conselho Administrativo do Ipplan foram envolvidos, ao longo de seis meses de trabalho, o corpo técnico e gerencial do Instituto, líderes comunitários, empresários, dirigentes municipais e especialistas técnicos em temas relevantes para o município, por meio de 43 entrevistas presenciais e reuniões de trabalho. Agente mobilizador na elaboração destes Cenários, o Ipplan visa continuar a fomentar diálogos e promover sinergia entre muitos outros atores em prol de uma visão de longo prazo para o município. Espera-se que, para esta geração de cidadãos e para as próximas, o estudo possa inspirar uma preocupação salutar em se perseguir uma visão de futuro capaz de ultrapassar diversos mandatos e governos, sem que se encerre restrita a alguma gestão política em particular.

CÉLIO CHAVES é diretor geral do Ipplan (Instituto de Pesquisa, Administração e Planejamento).

Veja também